Connect with us

Esportes

Londrina é campeão da Primeira Liga em jogo inesquecível

Depois de 0 x 0 no tempo normal, partida foi decidida nos pênaltis

Publicado

em

Foto: Divulgação / Primeira Liga

Salve César! Londrina ganhou nos pênaltis do Atlético Mineiro e faturou a taça da Primeira Liga em casa. A torcida do Tubarão balançou o Estádio do Café em uma partida emocionante na noite desta quarta-feira (04). Com o título, o Londrina quebra um jejum de 37 anos sem ser campeão nacional.

Depois do empate de 0 a 0 no tempo normal, a vitória veio com 4 x 2 nas cobranças. Destaque para César, que em duas defesas, virou o herói da rodada. A equipe de Claudio Tencati busca, ainda em 2017, o acesso à elite do futebol na final da Série B do Brasileirão.

Torcida do Tubarão presente no Estádio do Café – Foto: Gustavo Oliveira / Londrina Esporte Clube

Atuando com três volantes, e resguardado na defesa, o Londrina jogou bem o primeiro tempo contra o Atlético-MG. O Tubarão equilibrou a partida na maior parte do tempo, e esteve a frente das principais investidas no adversário. Aos 13 minutos do primeiro tempo, o árbitro Braulio da Silva não facilitou para o Londrina e deixou de marcar pênalti de Felipe Santana em Ayrton.

Em sequência, aos 18 minutos, Rômulo arriscou longe da área e assustou os visitantes. Ainda no jogo, Arthur também deu uma investida e por pouco não marcou para o Tubarão.

Edson Silva e Dirceu marcaram os gols nas cobranças – Foto: Gustavo Oliveira / LEC

Aos poucos, o Atlético-MG acertou a marcação e cresceu no jogo. O time mineiro passou a impedir as investidas do Londrina e dominou o jogo na reta final do primeiro tempo. Valdívia deu duas boas chances para o Galo, mas o placar permaneceu no 0 x 0.

O Atlético-MG chegou ao segundo tempo mais ofensivo. Deteve mais posse de bola, mas esbarrava na marcação do Tubarão. No decorrer da partida os lances vibravam os torcedores, mas o jogo permaneceu em aberto.

Tencati resolveu mexer no time, que deu uma boa evoluída com a entrada do meia Marcinho no lugar de Jardel. O time teve mais presença ofensiva, no entanto, faltou finalização.

O Galo tentou evitar os pênaltis até o fim, depois de assistir a derrota de seu rival Cruzeiro na semifinal da Primeira Liga durante as penalidades. O time adotou uma postura mais ofensiva na reta final do jogo, mas não teve jeito.

César brilha!

Apesar da experiência do Atlético-MG contra o time mais jovem do Londrina, prevaleceu a eficiência do Tubarão nas cobranças. César, que havia pego três cobranças contra o Cruzeiro na semifinal, desta vez foi o responsável por defender os chutes de Clayton e Rafael Moura.

Com isso, a equipe do técnico Claudio Tencati conquistou o título inédito na copa Primeira Liga, para alegria da torcida alvi-celeste, que saiu em festa ao longo da avenida Higienópolis, na região central da cidade.

FICHA TÉCNICA:

PRIMEIRA LIGA
Final

Londrina (4) 0x0 (2) Atlético-MG

Londrina
César; Lucas Ramon, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Rômulo (Marcinho), Jamur e Jardel; Artur, Negueba e Carlos Henrique (Safira).
Técnico: Cláudio Tencati

Atlético-MG
Victor; Alex Silva, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Adilson, Elias, Cazares (Marlone) e Valdívia (Clayton); Robinho e Fred (Rafael Moura).
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Estádio do Café (Londrina-PR)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Carlos Berckenbrok (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Cartões amarelos: Ayrton, Negueba, Jardel (LEC); Adilson (CAM)
Público pagante: 15.735
Público total: 17.003
Renda: R$ 383.920,00

Publicidade

EM 24H: