Suspeitos disseram que disparo não foi intencional – Foto: Catve.com

Com informações da CATVE

O casal suspeito de cometer o crime contra o radialista Reinaldo Pereira, conhecido como Reinaldo Maravilha, contou que o tiro disparado foi acidental. Ele ainda disse que a intenção não era matar a vítima.

Durante entrevista, o jovem de 23 anos pediu desculpas à esposa de Reinaldo. O suspeito confessou o crime e disse ainda que participou do velório porque conhecia a vítima.

Os dois foram presos pelo GDE na terça-feira (05). A mulher é funcionaria do Hospital Universitário.

LEIA MAIS:
Radialista é morto em assalto a mercearia em Cascavel

A polícia informou que denúncias anônimas auxiliaram na investigação. A jovem foi a primeira a ser detida, ela confessou o crime e apontou onde o outro suspeito estava.

A pena pra esse tipo de crime é de 20 anos, o arrependimento dos envolvidos não muda a crueldade do crime.

Um terceiro envolvido continua sendo investigado pela polícia.

O CRIME

Reinaldo foi vítima de latrocínio no dia 27 de agosto em uma mercearia no bairro Lago Azul. Muito querido por vizinhos, o crime chocou a população do bairro.

No sábado que antecedeu a morte, Maravilha havia completado 30 anos de união com a esposa.




    Comente!