Foto: Divulgação

Desde o dia 19 de junho, a angústia e a incerteza castigam uma família de Cerro Azul, município da região metropolitana de Curitiba.

O desaparecimento do menino Bryan Raab Fonseca, de dois anos, mobiliza várias equipes de busca do Corpo de Bombeiros. A suspeita é que a criança tenha caído em um rio, aos fundos da chácara onde fica a casa da família.

Porém, a Polícia Civil também investiga outras hipóteses para o sumiço da criança. O caso comove os moradores da cidade de pouco mais de 15 mil habitantes.

Para os familiares, todavia, Bryan foi raptado.

Conforme declarado à polícia, dias antes do desaparecimento houve uma festa na região, com pessoas “estranhas” e não reconhecidas pela comunidade local. A Polícia, entretanto tem como a principal hipótese, a que o garoto tenha se afogado.

Cães farejadores foram usados na tentativa de localizar o menino; O trajeto feito pelos animais sugere que Bryan caiu no rio.

Próximo de completar um mês após a última vez em que a criança foi vista, as equipes de resgate trabalham na busca pelo o corpo do menor. As buscas são feitas até a divisa entre PR e SP e ainda devem durar alguns dias.




    Comente!