Conectar com

Oeste

PM confirma um morto e dois feridos durante rebelião em Cascavel

Assim como em 2014, nova rebelião na Penitenciária de Cascavel tem mortos e feridos. PCC tomou comando do complexo

Publicado

em

Foto: Colaboração / WhatsApp

DIÁRIO 24H
CASCAVEL

Detentos da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC) fazem três agentes carcerários reféns na tarde desta quinta-feira (09) em uma rebelião no complexo.

Segundo a Polícia Militar, os presos dominam o pavilhão 1 da unidade. Ainda conforme a PM, houve fuga de apenados durante o motim, porém o número oficial ainda não foi informado.

Os agentes penitenciários feitos reféns tiveram as mãos amarradas, e são usados como moeda de droga pelos presos que exigem uma série de benefícios. O Choque, Depen, SOE e o Siate estão no local para prestar apoio.

UMA VÍTIMA

Conforme informado pela Polícia Militar, um detendo foi morto e outros dois ficaram feridos e foram socorridos pelas equipes presentes no local. Presos exibiram a cabeça da vítima fatal em uma cena tétrica presenciada pelos policiais. Uma bandeira do Primeiro Comando da Capital (PCC) foi posta no telhado do complexo.

No interior da penitenciária, além da destruição causada, muito entulho toma conta dos corredores.

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) foram acionados para auxiliar nas negociações.

GUERRA DE FACÇÕES

Segundo o Departamento Penitenciário do Governo do Paraná (Depen), uma briga entre facções deu início a rebelião. Em nota, o Depen informou que “Não foi feita qualquer exigência por parte dos presos e informações preliminares apontam para uma possível briga entre facções”, conclui.

A HISTÓRIA SE REPETE

Em 2014, outra rebelião na unidade penal resultou em 5 mortos e 25 feridos. O motim durou 45 horas.

VÍDEO:

Publicidade

EM 24H: