Conectar com

Política

Temer é gravado ordenando compra do silêncio de Cunha

Conteúdo foi revelado na delação do empresário Joesley Batista, dono da JBS

Publicado

em

Foto: Arquivo

O presidente da República Michel Temer (PMDB) foi delatado pelo dono da JBS, Joesley Batista, e seu irmão, Wesley à PGR (Procuradoria-Geral da República). Na delação, a quem cabe o ministro do STF Edison Fachin a homologação, o empresário entregou uma gravação que mostra Temer ordenando o pagamento de uma mesada para o ex-deputado Eduardo Cunha permanecer calado na prisão.

A informação foi publicada nesta quinta-feira (17) pelo jornal O Globo.

A delação foi feita em abril, porém apenas agora o conteúdo veio a tona. O presidente indicou o deputado paranaense Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um problema da J&F (hoilding controlada pela JBS). Na sequência, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley.

No mesmo diálogo, Temer foi informado pelo empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao empresário Lúcio Funaro, uma mesada pelo silêncio deles enquanto presos. O presidente categoricamente respondeu:

– Tem que manter isso, viu!

Confira o conteúdo publicado pelo O Globo

Publicidade

EM 24H: